Confissão #69

Notinhas via PublishNews, da semana passada:

27/03
Pequenos frascos
Jornal do Brasil - 25/3/2006 - por Alvaro Costa e Silva
Para comemorar seus 10 anos, a editora da Unesp terá novidades em 2006, informa a coluna. A principal delas será a coleção Pequenos Frascos, que publicará Benjamin Franklin (Como escolher uma amante) e Thomas Huxley (Sobre a ciência) em edições de bolso

Maturidade criativa
Jornal do Brasil - 25/3/2006 - por Vivian Rangel
"Pouco importa venha velhice, que é a velhice?" Para um grupo de escritores, mais do que viver muitas décadas com vigor e coragem, como escreveu Carlos Drummond de Andrade, a maturidade dos anos é sinônimo de produção literária intensa. Contos que nascem precisos, herança de uma vida debruçada sobre folhas em branco. Textos que há muito hibernam e só na velhice se materializam. Consagrados ou iniciantes, eles têm em comum a sensação de urgência de quem sabe que já viveu mais tempo do que lhe reserva o futuro. Sem que isso represente a adoção de temáticas conservadoras ou receio de ousar em novos formatos. Na eufemística terceira-idade, Dalton Trevisan continua escondido em Curitiba escrevendo sobre colegiais e sexo pouco civilizado, com a respeitabilidade de quem chegou aos 80 anos. Rubem Fonseca, outro octagenário, mantém o famoso advogado-detetive-conquistador Mandrake em forma. E ainda há Lygia Fagundes Telles, Nélida Piñon, Ana Maria Machado, Manoel de Barros... Uma lista que confirma a produção contínua de veteranos escritores brasileiros. Clique no título da nota para ler a matéria completa.

José de Alencar, o polemista
O Globo - 25/3/2006 - por Gustavo Bernardo
O inimigo do rei (Globo, 431 pp., R$ 45), a biografia de José de Alencar escrita pelo jornalista Lira Neto, se mostra um trabalho de historiador rigoroso. Sustenta-se em uma pesquisa não apenas da larga fortuna crítica de José de Alencar e das diversas biografias anteriores, como a de Raimundo Magalhães Jr., mas principalmente de fontes primárias, a saber, de documentos de época: artigos de jornais e revistas do século XIX, correspondência pessoal, Anais da Câmara dos Deputados. O autor na certa despendeu muito tempo lendo originais, manuscritos e microfilmes de várias bibliotecas, museus e acervos. Seu trabalho oferece ao leitor informações e textos inestimáveis, tornando-se uma obra de referência. A biografia se mostra também uma narrativa difícil de largar, com atrativos que vão dos subtítulos à moda antiga (usados nos capítulos e no próprio título do livro: "A mirabolante aventura de um romancista que colecionava desafetos, azucrinava D. Pedro II e acabou inventando o Brasil") até a construção do personagem da infância à morte, numa espécie de romance de formação

Carrascos que acariciam
O Globo - 25/3/2006 - por Elias Fajardo
Um livro perturbadoramente belo e cruel, que expõe a miséria humana no que ela tem de mais feio e doloroso. Assim é À espera dos bárbaros (Cia das Letras, 204 pp., R$ 37,50), do sul-africano J. M. Coetzee. Os efeitos da dominação e da tirania étnica não se dão apenas na realidade objetiva, mas ocorrem também dentro de nós, naquele ponto obscuro que desperta quando colocamos a cabeça no travesseiro e quando nosso espírito divaga e sonha. A opressão pode ser exercida (voluntária ou involuntariamente) por alguém que tem bons sentimentos e também por quem acredita que a barbárie é como um câncer a ser combatido com tortura, morte e dor. Carrasco não é apenas quem apunhala, mas também quem acaricia


28/03
Prêmio Portugal Telecom anuncia júri e recebe lista de obras
PublishNews - 28/3/2006
O Prêmio Portugal Telecom de Literatura Brasileira chega a sua quarta edição como um dos mais prestigiados prêmios literários do Brasil. Como primeira ação de 2006, a Portugal Telecom definiu a Comissão Artística do Prêmio que tem papel fundamental, participando de todas as etapas do concurso. Formam a comissão Flora Sussekind, Leyla Perrone-Moisés, Cíntia Moscovich, Raimundo Carrero e Marcos Frederico Krüger. As editoras que ainda não entregaram a lista com suas publicações para concorrer à quarta edição do Prêmio Portugal Telecom de Literatura Brasileira 2006 deverão encaminhá-la para o endereço eletrônico atendimento@sccomunica.com.br. Participam do concurso romances, contos, crônicas, poesia e dramaturgia, publicados no período compreendido entre 01 de janeiro e 31 de dezembro de 2005. As obras devem ser editadas em língua portuguesa, de autor brasileiro e ter sua primeira edição no Brasil. Todos os livros que se encaixem nesses requisitos estão automaticamente participando do Prêmio. É fundamental que as listas de indicações apresentem as seguintes informações de cada obra: Título do livro, nome do autor, nacionalidade do autor, categoria a que pertence a obra e seu ano de publicação

Mindlin na ABL
O Globo - 28/3/2006 - por Ancelmo Góis
Ancelmo Gois informa que José Mindlin, 91 anos, empresário e grande amante dos livros, aceitou ontem disputar a cadeira da ABL vaga com a morte de Josué Montello. Até aqui, os nomes mais fortes na disputa eram os de Ziraldo e Mauro Salles.

Objetivo é revelar novos escritores
Secretaria de Estado da Cultura - 27/3/2006
Seguem abertas as inscrições para o l Concurso Literário História do Meu Bairro, História do Meu Município, do Programa São Paulo: Um Estado de Leitores, da Secretaria de Estado da Cultura. Os interessados devem desenvolver textos ligados ao tema e se inscrever até 18 de abril. O objetivo é revelar e premiar textos originais, individuais ou coletivos, de caráter histórico. O Concurso Literário surgiu da necessidade de oferecer espaço ao público para escrever e publicar suas histórias. Essa é a primeira ação do projeto Escritores e seus Leitores. Mais informações pelos telefones:11-3351-8197 / 8283. Os trabalhos devem ser entregues até 18 de abril

As trajetórias religiosas de duas mulheres
PublishNews - 28/3/2006
Em Império da fé - Andarilhas da alma na época barroca (Rocco, 204 pp., R$ 27), a historiadora Margareth de Almeida Gonçalves analisa os relatos sobre as trajetórias religiosas de duas mulheres que viveram em lugares e períodos diferentes: Filipa da Trindade, fundadora do Real Convento de Santa Monica, em Goa, Índia, no século XVII, e Jacinta de São José, a mentora do Convento de Santa Teresa, criado no Rio de Janeiro do século XVIII e existente até hoje. Ao estudar as manifestações da religiosidade feminina em lados opostos do antigo Império português, a autora mostra o misticismo como uma arma de fortalecimento do catolicismo pós-Contra-Reforma. Misticismo, aqui, é um desejo de união com Deus, um tipo de expressão vinculado sobretudo ao mundo feminino, tendo o êxtase como ponto culminante. Assim como Santa Teresa D'Ávila, na Espanha do século XVI, Filipa e Jacinta também tiveram experiências extáticas. No entanto, é curioso observar que as narrativas históricas sobre estas duas religiosas são bastante diferentes, não apenas porque elas viveram em pontos díspares do Império, mas principalmente porque viveram em épocas distintas, embora não pareça aos olhos de hoje


29/03
Prorrogadas as inscrições da 3ª edição do Prêmio Clarival do Prado Valladares
PublishNews - 29/3/2006
A terceira edição do Prêmio Clarival do Prado Valladares, criado pela Organização Odebrecht em 2003, teve as inscrições prorrogatas até 15 de abril. Podem se inscrever pesquisadores com projetos de pesquisa inéditos e relevantes nas áreas de história econômica, evolução sociopolítica e criação artística brasileira, com ênfase prioritária no estado da Bahia. O regulamento do concurso está disponível no site www.odebrecht.com.br , onde poderão ser feitas as inscrições até o dia 15 de abril de 2006. Os projetos não precisam ter nenhum formato pré-determinado, pois todo o planejamento será definido depois dos resultados, em conjunto com o autor e o Comitê Cultural da Odebrecht


30/03
Projeto oferece palestras sobre literatura mineira em abril
PublishNews - 30/3/2006
Com o tema “Quatro mineiros além das Gerais”, o projeto Estação Pátio Savassi prossegue neste mês de abril, depois do sucesso das palestras de março, que reuniram mais de 100 pessoas em cada sábado do evento. O projeto, que reforça a vocação do Pátio Savassi como promotor e incentivador da cultura em BH, realiza palestras gratuitas com renomados professores de diversas áreas e atividades culturais no anfiteatro (L2) do Pátio Savassi (Av. do Contorno, 6061 Savassi). As palestras coordenadas pela Estação do Saber serão realizadas aos sábados, a partir das 11h. O tema de abril é Literatura e se refere a quatro grandes escritores mineiros que ultrapassaram limites geográficos e literários: João Guimarães Rosa, Fernando Sabino, Affonso Romano de Sant’Anna e Murilo Rubião. O primeiro evento acontece neste sábado, 1º de abril, às 11h, quando a professora e Doutora em Teoria Literária e Literatura Comparada pela USP, Márcia Morais ministra a palestra “Grande Sertão: Veredas de múltiplas leituras”. Informações: 31-3263.8500.

1 Comments:

Blogger A Mente da Mulher said...

Oi, Ana Maria!
Quero te convidar para conhecer o meu blog. Achei o seu na coluna do Gravatá, que já lê o meu também...
Sei que este não é o meio mais correto, mas não achei outro no seu blog... Te espero por lá.
http://amentedamulher.blogspot.com

Deborah

4/03/2006 03:45:00 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home