Confissão #66

Para ele, que (me)sabe o segredo das estações, das chegadas e das partidas, que (me) sabe alegrar como ninguém, que (me) sabe sempre, e que acaba de chegar, de volta à blogosfera:


Unidade

Manuel Bandeira

Minh'alma estava naquele instante
Fora de mim longe muito longe

Chegaste
E desde logo foi verão
O verão com as suas palmas os seus mormaços e os seus ventos de sôfrega mocidade

Debalde os teus afagos insinuavam quebranto e molície
O instinto de panetração já despertado
Era como uma seta de fogo
Foi então que minh'alma veio vindo
Veio vindo de muito longe
Veio vindo
Para de súbito entrar-se violenta e sacudir-me toda*
No momento fugaz da unidade.

------
*no original: "todo", mas aqui, com a licença poética do poeta.

2 Comments:

Blogger Idelber said...

:)

(alegria pura com seu post)

3/30/2006 04:17:00 PM  
Blogger Ana Maria Gonçalves said...

;-)
E eu com o seu.
beijinhos,
Ana

3/30/2006 08:16:00 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home